Alunos fazem apresentação final do projeto “Cuidando do Nosso Bairro” Imprimir
Ter, 05 de Novembro de 2013 10:21

 

A proposta surgiu no início do ano letivo, após recorrentes problemas relacionados à deposição irregular de lixo e entulho no entorno da escola pela própria comunidade. A situação ocasionava forte mau cheiro e contribuía para proliferação de pombos, ratos e insetos indesejados, o que se tornava alvo de reclamações dos próprios moradores.

 

O projeto foi apresentado durante o VII Seminário Observatório de Educação, realizado no Núcleo de Educação, Tecnologia e Cultura (ETC) da UFSCAR, em Sorocaba. A iniciativa foi escolhida para representar a cidade de Votorantim no encontro devido ao envolvimento da comunidade em uma ação de resgate e valorização do espaço escolar.

 

De acordo com a coordenadora pedagógica da unidade, Cláudia Corazza, foi a partir dessa situação que surgiu a elaboração do projeto com o objetivo de sensibilizar e orientar a população sobre a importância respeitar e preservar o próprio bairro e especialmente o entorno da escola.

 

Entre os resultados alcançados, destacam-se o plantio de grama e árvores na calçada e viela próxima a escola, início da separação do lixo para coleta seletiva, participação efetiva dos alunos na arrecadação de lacres e embalagens recicláveis, lixeiras com grades para que o lixo seja bem condicionado. O comportamento dos alunos e da comunidade também mudou positivamente, com atitudes adequadas quando ao descarte do lixo e na relação com a equipe da escola.

 

Durante a apresentação dos alunos aos pais, a diretora da escola, Magali Robles Lima, destacou a importância dos trabalho que foi realizado durante o período com os alunos em sala de aula, bem como na parte externa da escola.

 

Todas as séries fizeram apresentações artísticas relacionadas ao tema, música dança e teatro estavam entre as criações dos alunos. A aluna Gabriela Ribeiro Fernandes, 11 anos, disse que gostou muito em fazer o projeto. “Nesse período aprendemos que lugar do lixo é no lixo”, disse. Ela comentou ainda que em primeiro lugar é cuidar do ambiente.

 

Não pode jogar, entulho, lixo e nem comida nos terrenos, senão junta bichos”, conta a aluna Gabrielly Fransoni Machado, 10 anos. Para apresentar tudo o que apreenderam em sala de aula, as crianças representaram com músicas e até mesmo se fantasiando e alguns dos bichos, como barata, cobra, rato e mosquito da dengue.

 

A diretora da escola destacou que os alunos e funcionários da unidade, além dos pais se empenharam muito nesse período o que resultou numa mudança considerável do ambiente.