Início Ornamentação das barracas da Festa Junina chama atenção        Votorantim, 01 de setembro de 2014  -   15:31:05                                 
Ornamentação das barracas da Festa Junina chama atenção PDF Imprimir E-mail
Qui, 17 de Junho de 2010 12:46

Num ambiente familiar, onde a animação toma conta de todos num clima de muita alegria, a tradicional Festa Junina de Votorantim, a maior do Estado de São Paulo, além de atrair o público para assistir aos shows musicais e se divertir no parque de diversões, oferece comidas típicas nas barracas beneficentes, com ampla ornamentação dos espaços.   

 

  

 

 

 

 

Crianças, jovens e adultos se reúnem entre as barracas para se deliciarem com a miscelânea dos pratos servidos, aproveitam para apreciar a decoração das barracas que oferece harmonia e sofisticação. A maioria destacou como tema a Copa do Mundo.

 

A Casa de Belém escolheu o tema “Quadrilha caipira no jardim de girassol”, a entidade se inspirou numa quadrilha de crianças brincando em um jardim florido. A ADV (Associação dos Deficientes de Votorantim), escolheu o tema “Amor entre nós”, que fala do amor entre as pessoas.  Já a barraca da entidade Pró-Mulher tem o tema “Cultura Popular”, a decoração conta com três painéis, um com estandartes em homenagem aos santos juninos, outro representa uma roça de milho e o terceiro uma pequena horta com ervas aromáticas.

 

As irmãs Leidmila e Leire Rocha Mazon comentaram sobre a ornamentação das barracas. “Estão maravilhosas, todos os anos venho para a Festa Junina e a cada ano estão inovando, onde os pequenos detalhes fazem a diferença”, disse Leidmila, moradora do Parque Bela Vista.

 

Ana Cláudia da Silva que veio de Sorocaba para curtir a festa também falou do que viu.  “Sempre venho com minha família, este ano está bem diferente, temos espaço para andar pela festa, acho que foi devido as separações das alas de shows, brinquedos e alimentação. Falando em barracas, elas estão lindas, gostei de uma que conta com bonecos caipiras, fico imaginando o trabalho que deu para serem feitos. Vale a pena visitar e o mais gostoso é apreciar a comida”, comentou Ana.