Início Coleta e reciclagem de bitucas de cigarro ganha destaque estadual        Votorantim, 22 de agosto de 2017  -   17:36:50                                 
Coleta e reciclagem de bitucas de cigarro ganha destaque estadual PDF Imprimir E-mail
Ter, 23 de Dezembro de 2014 08:43

O projeto de coleta e tratamento de bitucas de cigarro, desenvolvido pela Prefeitura de Votorantim, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), em parceria com a empresa Poiato Recicla recebeu reconhecimento estadual. O trabalho acaba de ser incluído no livro “Ações Municipais para Proteção das Águas no Estado de São Paulo” produzido pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SMA) para destacar 32 ações municipais bem sucedidas em prol dos recursos hídricos.

 

 

 

 

A publicação foi organizada tendo em consideração o crescente aumento de demanda e pressão sobre os recursos hídricos no Estado de São Paulo e a necessidade de uma gestão pautada na sustentabilidade. O livro tem o objetivo de repartir com os mais de 600 municípios do estado as boas experiências adotadas para a proteção das águas e fomentar experiências a favor da melhoria da gestão ambiental.

 

Foram identificadas inicialmente 91 experiências que mostraram relação com a proteção das águas, sendo então selecionadas 32 ações municipais extraídas do Plano de Ação do Ciclo 2013 do Programa Município VerdeAzul (PMVA)/Pacto das Águas. Para facilitar a consulta, as ações foram agrupadas em sete temas centrais: qualidade das águas, revitalização de bacias hidrográficas, sensibilização, aproveitamento de água da chuva, fiscalização, biodiversidade e gestão de resíduos sólidos.

 

Como funciona

 

Em Votorantim, a Prefeitura e a empresa de reciclagem instalaram mais de 70 caixas adequadas à coleta de bitucas de cigarro nas áreas publicas de grande circulação. Conforme o secretário de Meio Ambiente, Carlos Alberto Leite, desde o início do projeto foram feitos o recolhimento e tratamento adequados de mais de três milhões de bitucas de cigarro que, em razão da conscientização da população, foram voluntariamente depositadas nas caixas coletoras e assim deixaram de prejudicar o meio ambiente.

 

A Secretaria do Meio Ambiente informa que o objetivo é diminuir ao máximo o descarte inadequado de bitucas de cigarro no município, colaborando assim para a redução das ocorrências de queimadas e da poluição ambiental, principalmente dos recursos hídricos.

 

A iniciativa também busca evitar que as bitucas sejam consumidas por diversos animais, principalmente aquáticos, que as confundem com alimento e podem acabar morrendo.

As bitucas de cigarro demoram até cinco anos para se decompor no meio ambiente. Essa iniciativa, além de prevenir o descarte inadequado desse resíduo, o transforma em adubo. O resultado é um destino nobre para este resíduo, pois auxilia no enriquecimento do solo em áreas degradadas e em projetos paisagísticos.

 

A parceria promove ainda diversas iniciativas de educação ambiental para a população, por meio da elaboração de materiais informativos fixados nas próprias caixas coletoras instaladas na cidade, disseminando assim a conscientização aos cidadãos sobre as consequências negativas do tabagismo para a saúde e para o meio ambiente.

 

Por meio destas boas práticas, a publicação da Secretaria de Estado do Meio Ambiente objetiva incentivar iniciativas voltadas à agenda da sustentabilidade nos territórios municipais, pois com a participação de todos, estado, município e sociedade, será possível proteger os recursos naturais essenciais à vida e às futuras gerações. A proposta é que os municípios entrem em contato entre si e promovam o intercâmbio de experiências.